Descrição das ferramentas que podem ser utilizadas em instalação e manutenção de computadores.

Esta lista é bem ampla e mostra ferramentas que talvez você nunca precise.

Mas é importante conhecê-las.

 

Elas estão em ordem alfabética. Se você souber de outra que falta aqui, me informe.

 

NÃO É PARA COMPRAR TODAS ELAS.

Tenha as que forem úteis ao tipo de trabalho ao qual você vai se dedicar.

 

Lembre-se de que as ferramentas foram feitas para ajudar, não para atrapalhar.

Não adianta comprar ferramentas baratas e elas se estragarem quando mais precisarmos delas.

Os fabricantes que aparecem aqui não são propagandas. As imagens são apenas referências visuais.

Antes de comprar, procure alguém experiente e peça opiniões quanto ao custo/benefício.

 

ÁLCOOL ISOPROPÍLICO

Utilizado para limpeza de cabeçotes, placas, cds e outras partes do computador.

Sua vantagem é a de não possuir água evitando assim a oxidação das partes que forem limpas.

É encontrado em farmácias comuns ou de manipulação.

Cuidado. Este produto é altamente inflamável.

 

ALICATE CRIMPADOR

 

Companheiro de todo instalador de redes de computadores.

 

Existem diversos fabricantes.

Pode crimpar conectores RJ45 que são os cabos de rede ou RJ11, conectores de telefone.

 

 

 

 

 

 

 

ALICATE DE BICO

Alicates para serviços simples como dobrar pernas de componentes, torcer fios, puxar pontas.

 

Não pode faltar a quem trabalha com eletrônica.

 

O meia-cana de 6 polegadas é adequado.

O nome meia-cana se refere ao seu perfil que lembra uma cana cortada ao meio.

Esse é o mais comum e indicado.

Existem o “bico de pato”, “reto”, “redondo”, “ponta curva”...

6 polegadas se refere ao tamanho dele.

 

 

ALICATE DE CORTE DIAGONAL

Sua função é a de cortar fios, pernas de componentes e outros materiais.

 

Não pode faltar para os técnicos em eletrônica.

 

Tamanho ideal: 6 polegadas.

 

O nome diagonal indica que sua parte cortante é inclinada em relação ao cabo.

É o mais utilizado de todos.

 

Existem outros modelos de corte, como o “reto” e “frontal”.

 

 

ALICATE DE PRESSÃO

É um “alicatão parrudão”.

 

Sua utilização não é comum.

Nem todo técnico de eletrônica ou manutenção precisa dele.

Mas ajuda muito quando certos trabalhos exigem.

Excelente para se fazer força.

A boca dele pode ser utilizada para prender objetos como se fosse uma garra.

Ele pode ser apertado, evitando que o objeto se mova.

 

Tamanho adequado: 10 polegadas

 

 

ALICATE UNIVERSAL

Esse é pau para toda obra.

 

Todo mundo tem que ter um desses, mesmo que não trabalhe com eletrônica.

Certamente todo mundo tem um em casa.

O nome universal é derivado de suas utilizações.

Ele pode prender, cortar, apertar e até bater.

Seu tamanho pode ser o de 8 polegadas.

 

 

 

 

 

ARCO DE SERRA

É uma serra que corta chapas e canos de metal.

 

Esse serrotinho é o sonho de todo presidiário.

Corta metal como se fosse manteiga.

Ele é desmontável e leve.

Para manutenção serve para cortar parte de gabinete para fazer tunning.

Usado também para cortar hastes de terra, parafusos, pregos e tudo mais.

Seu tamanho deve ser de 12 polegadas.

 

 

 

 

CAIXA OU MALETA

Depois de comprar todas as ferramentas, é conveniente ter um lugar para guardar ou transportar.

 

Ela deve ser comprada por último, pois existem vários tamanhos.

Você deve ter uma que comporte todas suas ferramentas.

Normalmente são feitas de chapa de metal leve e resistente.

 

 

 

 

 

 

 

 

CANETA PARA RETROPROJETOR

Na eletrônica serve para traçar as trilhas e ilhas de uma placa de circuito impresso.

Na manutenção serve para marcar e identificar placas e componentes.

Existem várias cores, mas prefira as cores preta ou azul, pois são mais fáceis de ver.

Essa tinta se dissolve completamente com álcool.

 

CANIVETE

Preciso explicar para que serve um canivete?

 

CHAVE SOQUETE

 

Conhecida também por chave canhão.

 

Usada em manutenção.

Tem função de apertar aqueles parafusinhos onde se prende o cabo do monitor ou da impressora.

Seu tamanho deve ser 3/16 por 3 polegadas

 

 

 

 

 

 

 

 

CHAVE DE FENDAS "TOCO"

Utilizada principalmente em manutenção.

 

Ela é bem pequena em tamanho.

Serve para apertar ou desapertar parafusos em locais de difícil acesso.

 

O tamanho mais usado em manutenção é 3/16.

 

Repare no tipo de ponta. Essa é a “de fendas”.

 

 

 

 

 

CHAVES DE FENDAS

Muito utilizadas em eletrônica e manutenção.

Existem em vários tamanhos.

Não adianta ter uma e pensar que vai servir em todos os parafusos.

Usar chave grande em parafuso pequeno não dá. Usar chave pequena em parafuso grande pode estragar a chave.

As mais utilizadas são:

1/4 por 3 polegadas para parafusos maiores;

3/16 por 3 polegadas para parafusos médios;

1/8 por 3 polegadas para parafusos pequenos.

 

CHAVE PHILIPS "TOCO"

A empresa Philips criou um tipo de parafuso que é mais ágil de ser apertado, pois a ferramenta não escapa quando se está apertando.

Isso ajudou a aumentar a velocidade de produção.

 

Ela é pequena e permite acesso em locais apertados.

 

O tamanho mais usado na manutenção é o 3/16.

 

Veja a ponta padrão “philips”.

 

 

 

 

CHAVES PHILIPS

Possui as mesmas considerações das chaves de fendas acima.

Tamanhos mais utilizados:

1/4 por 3 polegadas;

3/16 por 3 polegadas;

1/8 por 3 polegadas.

 

CHAVE TESTA FASE

Utilizada em instalação de micros, de redes de computadores e tomadas.

 

Sua função é identificar qual é o fio fase das tomadas.

 

Tem uma parte de metal onde se coloca o dedo quando se insere na tomada.

Não tem perigo de choque. Se não colocar o dedo nessa parte metálica ela não funciona.

 

Ela não é chave de fendas! Se ficar apertando parafusos, ela pode se danificar.

 

 

 

 

 

CHAVE HEXAGONAL

É conhecida também por CHAVE ALLEN.

 

Ela aperta e desaperta parafusos hexagonais.

Esses parafusos estão em muitos equipamentos.

São quase impossíveis de se retirar sem a ferramenta certa.

 

Elas são utilizadas em manutenção.

 

Um kit como o da figura é suficiente.

 

 

 

 

CHAVES DE BOCA COMBINADAS

Não é uma ferramenta muito usual da manutenção ou eletrônica.

Mas sua utilidade em determinados momentos aconselha a se ter um jogo delas.

 

Um kit com tamanhos de 6 até 15 é excelente.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

CHAVES TORX

Mais um tipo de chave para encher nossas caixas.

 

Lembra a chave hexagonal, mas na verdade é totalmente diferente.

Trabalhar em manutenção de impressoras exige essa chave.

Alguns drivers de cd ou dvd usam essa chave também.

 

Existem diversos tamanhos, mas o T6, T10 e T15 são os mais utilizados.

 

 

 

 

 

 

 

CHAVE DE PRECISÃO

Conhecida também como “chaves de relojoeiro”.

 

Para parafusos muito pequenos.

Usado em manutenção de drivers de disquetes ou cds.

 

Um kit comum possui chaves de fendas e philips.

 

 

 

 

 

 

 

COLAS

Volta e meia precisamos reparar equipamentos simplesmente unindo partes que se soltaram.

As colas podem ajudar.

Mas atenção. Existem colas diferentes para cada situação.

A superbonder que todo mundo conhece é um perigo. Tanto para os dedos quanto para os objetos a serem colados.

Lembre-se que ela cola objetos rígidos e imóveis. Se tentar colar uma palmilha de sapato ela vai soltar com o movimento do pé.

Ela funciona “derretendo” parte do material a ser colado. Assim sendo cuidado, pois ela mancha plástico, couro ou materiais sintéticos.

A durepoxi é outra cola rígida. Você mistura duas partes dela. Ela fica parecendo uma massinha de modelar. Em seguida você aplica no objeto a ser colado. Pode demorar a fazer a colagem, pois a durepoxi leva horas para secar completamente.

Ela ajuda a corrigir imperfeições e pode ser pintada depois.

A araldite é uma cola flexível. São misturadas duas partes diferentes criando uma meleca que pode ser aplicada aos objetos a serem colados.

A araldite permite que as partes coladas se movimentem um pouco pois é flexível.

 

ESCOVA DE AÇO

Ela é feita com cerdas de metal. Sua utilização é rara em manutenção. Sua aplicação principal é na retirada de camada oxidada de gabinetes ou hastes de aterramento. Se um gabinete apresenta uma ferrugem, a escova de aço pode “raspar” parte dessa oxidação antes que se possa fazer uma nova pintura.

(XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX) Não encontrei referência ao tamanho ainda. Vou atualizar essa informação depois...

 

ESTILETE

Com função similar ao canivete, ele tem a vantagem de ser bem fino e afiado.

 

Possui dois tamanhos: 9 ou e 18 milímetros.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

EXTENSÃO ELÉTRICA

Em determinados momentos a tomada fica longe do local onde se precisa de energia elétrica.

Uma extensão de uns 5 metros é adequada.

 

FERRO DE SOLDA

Usado em eletrônica e manutenção.

 

Sua principal utilização é soldar componentes e fios.

 

A potência de 30 watts é suficiente para uma boa soldagem.

 

 

 

 

 

 

 

 

FITA ISOLANTE

Uma vez feita a união de fios, a fita isolante evita curtos circuitos.

 

FLANELA BRANCA

Para limpeza de computadores. A cor branca ajuda a saber o momento em que essa flanela precisa ser trocada.

 

FURADEIRA ELÉTRICA

Quem não conhece as aplicações de uma furadeira?

É interessante que ela tenha o recurso de “impacto”, que auxilia no momento de fazer furos em paredes ou tetos.

Lembre-se que a furadeira é uma máquina “perigosa”. Treine bem seu uso antes de sair com uma por aí.

As brocas são divididas em três grupos principais:

Madeiras;

Metais;

Concreto.

O uso de uma em lugar da outra pode estragar a broca ou o material que está sendo furado.

As brocas possuem números que correspondem a sua espessura.

Verifique antes qual vai usar para não fazer furos grandes ou pequenos demais.

 

LANTERNA

Alguns componentes dos computadores ficam em cantinhos escuros.

Nem sempre dá para virar o computador para entrar luz.

Uma lanterna, de preferência daquelas de cabeça que deixam as mãos livres, resolve esse problema.

 

LIXA D’ÁGUA

Ao cortar placas de circuito impresso, algumas rebarbas afiadas podem aparecer. As lixas evitam isso.

A granulação 100 é suficiente.

 

LIMA

Partes do gabinete ou de outros equipamentos podem conter pontos afiados.

 

Uma lima pode servir para acertar esse problema.

 

A mais indicada para manutenção, pode ser a que tenha as seguintes características:

 

Murça, meia-cana, corte simples, 6 polegadas.

 

 

 

 

 

 

MARRETA

Para se enterrar uma haste de terra de três metros de comprimento, nada melhor que boas marretadas.

 

E a marreta não pode ser leve sob pena de se ficar horas marretando a haste.

 

Uma de um quilo resolve o problema.

 

 

 

 

 

 

 

 

MARTELO UNHA

É o martelo comum que temos em casa.

 

O nome “unha” vem dessas “orelhas” que eles têm que servem para arrancar pregos.

 

Um tamanho médio é suficiente.

 

 

 

 

 

 

 

 

MORÇA

Também chamado, erradamente, de torno, essa ferramenta é excelente para prender peças que serão trabalhadas.

 

Deve ser fixada em um lugar bem firme pois sua aplicação é para com objetos que serão serrados, pregados, batidos e coisas “brutas”.

 

No caso do tunning as peças a serem trabalhadas ficam presas nela enquanto são limadas, lixadas, furadas e rebitadas, como veremos no rebitador logo abaixo.

 

 

 

 

MULTÍMETRO

Muito utilizado em manutenção e eletrônica.

 

Tem a função de identificar valores de tensão, resistência, corrente e várias outras unidades.

 

Dê preferência aos digitais por serem mais baratos, robustos e fáceis de serem lidos seus valores.

 

 

 

 

 

 

 

 

ÓLEO DE MÁQUINA

É um óleo comum com função de amaciar engrenagens agarradas, portas barulhentas, cadeiras rangedoras etc.

 

PAQUÍMETRO

É um instrumento de precisão que serve para medir diâmetros internos, externos e profundidade.

 

Na eletrônica podemos medir distâncias entre terminais de componentes, diâmetros de fios etc.

 

Como a precisão não é fato determinante nesse caso, pode ser adquirido um modelo de plástico de 15 centímetros.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

PARAFUSOS

Para prender tomadas, aparelhos, caixas e tudo mais.

Existem parafusos para madeira, parede e metal.

Os modelos com bucha são excelentes para paredes. Tenha os tamanhos 4, 6 e 8 e suas buchas.

Os modelos soberbos são para madeira. Os tamanhos vão variar conforme o uso.

Para metal usamos os parafusos com porca. Os tamanhos vão variar conforme o uso.

Tenha também as brocas correspondentes para usar na furadeira.

 

PASSA FIO (também chamado guia)

Para o pessoal da manutenção este equipamento ajuda muito.

Serve para puxar fios dentro da tubulação elétrica. Os modelos atuais são de plástico resistente com ponteiras de metal.

Ele vai sendo introduzido na tubulação até sair em um outro ponto.

Em seguida é preso nele o fio que se que passar pela tubulação e puxa-se pela ponta que saiu na outra caixa.

Um passa fio de 5 metros costuma ser suficiente.

 

PASTA TÉRMICA

Para o pessoal da manutenção.

É uma pasta que se coloca entre o cooler e o processador para auxiliar na transferência do calor entre eles.

Ajuda na refrigeração do processador pois aumenta a área de contato.

 

PANO DE PRATO

Faz parceria com a flanela branca.

O pano é para limpeza mais pesada, quando o equipamento do cliente se encontra muito sujo.

 

PINÇA

Sabe aquele parafusinho que caiu entre os slots e que não tem como retirar a não ser virando o pc de cabeça para baixo?

Pois é, com uma pinça não precisa isso.

 

Esse modelo com ponta reta e serrilhada ajuda tanto a pegar parafusos fujões quanto a levar parafusos em locais inacessíveis aos dedos.

 

Colocar e retirar jumpers também fica fácil.

 

 

 

 

PINCEL

Uma boa pincelada pode ajudar no funcionamento de máquinas.

JAMAIS SOPRE PLACAS DE CIRCUITOS ELETRÔNICOS. A saliva que vai junto com o sopro pode ser fatal.

Um pincel de 1 polegada resolve 100%.

 

PISTOLA DE COLA QUENTE

Aquela montoeira de fios soltos e balançando dentro do gabinete pode atrapalhar.

 

Uma cola como essa pode resolver o problema.

As outras já citadas acima também podem resolver.

Mas essa cola quente é muito utilizada.

Não se esqueça dos bastões de cola.

 

 

 

 

 

 

 

PREGOS

Bem, já que temos um martelo, devemos ter também pregos.

Pregos nas medidas

(XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX) esqueci de ver os tamanhos, atualizo depois.

 

PRODUTOS DE LIMPEZA

Já que temos flanelas e panos de prato, nada mais adequado que termos também produtos que ajudem na limpeza.

Produtos de cozinha como veja multiuso, ajax, detergente, veja limpeza pesada, bombril etc.

Isso tudo ajuda a melhorar o visual da máquina, dando a impressão de que ficou “novinho”.

Eles podem ser transportados em frascos de remédios, previamente vazios e lavados, tais como dipirona, ou comprados em lojas de R$1,99.

 

REBITADOR POP

Esse aqui é um luxo.

 

Sua função é a de unir duas chapas com um rebite.

É uma ferramenta muito necessária para quem gosta de tunning ou simplesmente inventar coisas.

Seu uso deve ser feito junto com a furadeira pois os rebites precisam passar por furos.

Existem vários tamanhos de rebites e seu uso depende do objetivo final.

 

 

SUGADOR DE SOLDA

Este é muito utilizado na eletrônica.

 

Se um componente soldado em uma placa queimou ou precisa ser substituído, o sugador ajuda.

 

Acompanhe pela figura ao lado o seu uso.

 

 

 

 

SUPORTE PARA PLACA DE CIRCUITO IMPRESSO (PCI)

Esse é uma mão na roda para o pessoal da eletrônica.

É um suporte que mantém a pci em uma posição que facilita a soldagem, mantendo suas mãos livres para trabalhar com o ferro e a solda.

Ele possui uma garra que o prende em qualquer mesa.

 

T E ADAPTADORES

Não são dispositivos profissionais. Mas chegar em um cliente e deparar com uma tomada monofásica pode atrasar seu serviço.

Tenha sempre T’s e adaptadores que permitam ligar aparelhos diferentes.

 

TESOURA

Esta ferramenta pode ser daquelas comuns de cortar pano mesmo.

Precisando abrir uma embalagem ou recortar algo, nada mais prático do que uma tesoura.

 

TRENA

É uma “fita métrica” de aço.

Imagine-se em um cliente e ele pede para que seja instalada uma tomada em um determinado ponto.

Como saber quantos metros de fio comprar?

Seu tamanho varia, mas a de 3 metros é suficiente.

 

WD40

É um produto “faz tudo”. É lubrificante, elimina a umidade, diminui a ação da corrosão, ajuda a retirar porcas e parafusos emperrados, limpa resíduos de gordura e graxa. A vantagem é que não possui elementos que ataquem a borracha, verniz das placas, tintas do gabinete etc.

Cuidado pois esse produto é inflamável.

 

DIVERSOS

Centenas de objetos poderiam fazer parte de uma caixa de ferramentas.

Barbante, linha, nylon, agulhas, potinhos de negativos de filmes fotográficos (para transporte de pequenos objetos), palitos de dente e picolé (para fazer calços), papel toalha, jornal velho (para forrar o chão e evitar sujeiras ou forrar mesas para evitar arranhões), isqueiro, esmalte base de unhas (para pintar pontos de modo a evitar aumento de corrosão), gilete, caneta, papel para anotações... Uma infinidade de coisas.

 

KITS PRONTOS

Eu particularmente não gosto por apresentarem, às vezes, ferramentas desnecessárias.

Porém em alguns casos o valor final pago compensa.

 

Esse aqui possui várias ferramentas descritas nesse artigo.

 

Dá para ver a lanterna, lima, pistola de cola quente, várias chaves de fendas ou philips, estilete, uma serrinha martelo, alicate, fita isolante, parafusos e buchas, rebitador pop, trena, chaves de boca eu um nível que mede inclinações de superfícies.

 

Este é da Tramontina. Existem vários fabricantes e diferentes opções de kits.

Uma passada em lojas de ferramentas pode oferecer um mundo de opções.

 

 

 

 

 

Caixa pronta.

 

Muitas lojas vendem caixas de ferramentas já com um público direcionado.

Eles montam as caixas seguindo pesquisas de opinião.

 

Mas nada impede de você montar sua própria caixa ou trocar itens.

 

Novamente proponho uma visita a uma loja de ferramentas.

 

 

 

 

 

Essa é interessante para o pessoal da manutenção.

Fechada, com zíper, se parece com um livro.

 

Ela foi montada com as ferramentas mais utilizadas no conserto de computadores.

 

Além das chaves de fendas e philips já vistas aqui, vemos no centro um tubo para guardar parafusos, três tipos de pinças, sendo que a amarela funciona como uma garra que prende o parafuso, permitindo levá-lo ao ponto certo onde será aparafusado.

 

 

 

 

 

 

 

Divirta-se

 

Dário

www.dariobarros.com.br